sexta-feira, 15 de março de 2019

Guadá, o rei dos jornais


Quem mora em Niterói com certeza já cruzou com ele nas ruas, especialmente nos fins de semana. Há muitos anos o nosso Guadá distribui os principais jornais da imprensa alternativa da cidade. São vários, de todos os estilos e tendências.

Como são todos gratuitos, ele sabe exatamente onde está o leitor para cada jornal, em que banca, condomínio, padaria, farmácia, de qualquer bairro. Onde tiver leitor o Guadá vai atrás.

Muito querido, popular, onde para o carro junta logo uma rodinha com os assuntos do dia, principalmente política local. É quando ele se transforma em ouvidor, anotando sugestões, reclamações, temas que ele leva para os jornais que muitas vezes transformam em matérias.

Apesar de ter virado uma cidade com mais de meio milhão de habitantes com encontros, conversas, afetos entre as pessoas cada vez mais raros, Guadá consegue resgatar um pouco dessa tradição, o saudável bate papo entre estranhos.

Ernesto Guadalupe é meu amigo há décadas, desde os tempos de colégio. Estudamos no Instituto Abel (La Salle) e ainda garoto ele já estava envolvido com a comunicação entre o grêmio estudantil, C.E.I.A., e os alunos. Era o cara mais bem informado do colégio, sabia tudo sobre os professores, projetos de construção de novos laboratórios, mudanças nas grades de matérias, enfim, ele era um verdadeiro repórter circulando pelo Abel captando notícias.

Nos anos 1990 nos reencontramos no jornal Opinião, do saudoso e combativo jornalista Carlos Silva, que funcionava num conjunto de salas na avenida Amaral Peixoto, bem no Centro. Eu escrevia a última página, em geral de humor, e Guadá comandava a distribuição do jornal por toda a cidade.

Algumas vezes, a tiragem passou dos 100 mil exemplares, um desafio que ele enfrentava com o maior prazer. Ele gosta de jornal, gosta de notícia, gosta de gente e é um excelente profissional.

Fundou a sua empresa, Distribuidora Guadalupe, que distribui impressos e também aluga carros especiais para casamentos, por exemplo. Os telefones são (21)9-8111-0289(Vivo) e (21)96474-3808(Nextel).

Uma figura rara que decidiu levar a vida literalmente em movimento, conectando pessoas, notícias, distribuindo amizade, generosidade e, claro milhares de jornais.

Grande Guadá!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Opinião não é palavrão. A sua é fundamental para este blog.

A internet não é o único algoz dos jornais de papel

Não culpo a internet pelo ocaso dos jornais de papel. A internet é parte disso, claro, mas a incompetência, o desleixo e a arrogância sã...